• Você está em: 
  • Home
  • Notícias

10/08/2017 - BRADESCO VENCE LEILÃO E ESTADO ESPERA QUITAR ATRASADOS A PARTIR 2ª QUINZENA

BRADESCO VENCE LEILÃO E ESTADO ESPERA QUITAR ATRASADOS A PARTIR 2ª QUINZENA

Contrato é válido por cinco anos a partir de primeiro de janeiro de 2018. Desde 2012, o Bradesco administra a folha de pagamentos do estado


 O Bradesco continuará administrando a folha de pagamentos do Estado do Rio. No pregão que ocorreu na tarde desta quarta-feira, na Secretaria Estadual de Fazenda, o banco foi a única instituição que apresentou proposta, e, por ser considerado habilitado, ficará então responsável pela folha salarial e crédito de fornecedores por mais cinco anos. Com os recursos, o Estado espera quitar os atrasados a partir da segunda quinzena deste mês.

O lance mínimo era R$1.317.767.421, 22, e a instituição financeira cobriu o valor com a proposta de R$1.317.800.000,00.

Inicialmente, o banco fez uma oferta de apenas R$ 0,78 (78 centavos) acima do lance no mínimo.

Depois, após a comissão de pregoeiros analisar por cerca de uma hora a documentação do Bradesco e considerá-lo habilitado, a instituição decidiu subir o valor do seu lance (em valor R$ 32.578,78 a mais que o lance mínimo estipulado pelo estado).

O contrato é válido por cinco anos a partir de primeiro de janeiro de 2018. Desde 2012, o Bradesco administra a folha de pagamentos do estado.

Com os recursos do leilão, o estado vai pagar os atrasados de maio e de junho, que somam pouco mais de R$ 1 bilhão.

Amanhã, sairá no Diário Oficial a homologação do resultado do pregão pelo ordenador de despesas. A partir disso, o estado fica apto para assinar o contrato.

E a partir da assinatura, os recursos cairão nos cofres fluminenses até cinco dias úteis.        

Fonte: Paloma Savedra – O DIA


SINPOL DOA 200 CESTAS AO MUSPE E OFERECE CAMINHÃO

Com a crise financeira que atravessa o estado desde o ano passado, com servidores sem receber os salários em dia, o MUSPE com apoio do SINPOL criou uma campanha para arrecadação de alimentos para serem distribuídos aos funcionários sem receber. O SINPOL também colocou um caminhão a disposição do movimento para fazer o transporte de um ponto de arrecadação para outro ponto de distribuição de donativos. Nesse espírito de colaboração o SINPOL doou ao Muspe 200 cestas básicas - ao custo de R$ 70 cada -  contendo 25 itens e que foram entregues ao Sindicato Estadual dos Profissionais em Educação (SEPE).

Martha, coordenadora do Sepe, recebeu as 200 cestas básicas doadas pelo SINPOL, que foram               destinadas aos aposentados e pensionistas da Educação