• Você está em: 
  • Home
  • Notícias

10/07/2018 - RIO: SÓ HÁ UM SINDICATO DE POLICIAIS CIVIS - SINPOL

Justiça Confirma

SÓ HÁ UM SINDICATO DE POLICIAIS: SINPOL

Ministério do Trabalho cassa registro do Sindpol

            O SINPOL foi criado pelos policiais civis após  as duas vitoriosas greves de 1993, quando na época só havia a Coligação (Como entidade maior) que traiu os companheiros nesses históricos movimentos, nada fazendo para efetivamente apoiar os policiais civis – daí surgiu o SINPOL! Todos os diretores e associados são policiais civis ao contrário do que se diz o chamado “Sindpol”, nas redes sociais, de que o SINPOL não representa os policiais civis: é um Fake News, uma balela para confundir a categoria.

188 Sindicatos  cassados na “ Operação Registro Espúrio”

Este “Sindpol” – que usa o CNPJ 32.360.935/0001-75 do Sindicato de Toadas as Categorias Policiais do RJ – está entre os 188 sindicatos que tiveram o registro suspenso pelo Ministério do Trabalho, Portaria nº 33, de 20 de junho de 2018, consequência da Operação Registro Espúrio da Polícia Federal, que cumpriu 23 de mandados de prisão e 64 de busca e apreensão em Brasília e outros 7 estados da Federação, envolvendo funcionários de alto escalão do MTE com políticos suspeitos de organizarem a “Farra da venda de Registros Sindicais”. A investigação e operação foi autorizada pelo ministro Edson Fachine, do STF. Outro desdobramento da Operação Registro Espúrio foi o afastamento do ministro do Trabalho, Helton Yomura, dia 5 de julho, pedida pela PF e Procuradoria Geral da República e aceita pelo ministro Fachine, relator do caso no Supremo.

Nosso Sindicato, em seus 25 anos de lutas e vitórias, nunca esteve sob investigação federal ou de qualquer outra espécie. Na listagem do Ministério do Trabalho, publicada no Diário Oficial da União de 21 de junho último, o cancelamento do registro do suposto sindicato aparece em 159º lugar, enquanto a do recém criado sindicato dos peritos, também suspenso, está na 165º colocação de registros suspensos. A maioria dessas suspensões ocorreu onde já havia outros sindicatos atuando, contrariando o artigo 8º da Constituição Federal que diz que na mesma categoria e base territorial só pode ter um único sindicato.

Juiz anula sua própria sentença

            O processo que o chamado Sindpol divulga a quatro cantos que ganhou do SINPOL (Processo nº 0100821-22.2017.5.010015) é outra balela: Fake News para confundir os policiais civis.   Na 15ª VT-RJ, o Juiz do Trabalho, Carlos Eduardo Diniz Maudonet, anulou sua própria sentença, de 5 de outubro de 2017, que dava ganho de causa aos pelegos. O SINPOL foi condenado à revelia sem chance de se defender. A notificação foi para um endereço onde o Sindicato não funciona há mais de cinco anos. Identificada a ma fé da “pelegada”, que forneceu ao juízo o endereço errado, o magistrado cancelou a sentença inicial.  

Fake News para confundir policiais

Quanto ao processo em Brasília, na 6ª Vara Federal do Trabalho, o SINPOL entrou com embargos declaratórios  para esclarecer pontos obscuros, omissões e contradições na lide do suposto sindicato. Aguarda o parecer da juíza. Novo Fake News: não há nada transitado em Julgado como divulgam. Essas falsas notícias são fruto do esquema bem planejado de atacar o SINPOL que não é vinculado a políticos e nem delegados.

 

      O Sinpol atende a categoria na Rua do Riachuelo nº 191-B - Centro do Rio