• Você está em: 
  • Home
  • Notícias

31/01/2019 - PROPOSTA DO SINPOL SURTE EFEITO: GOVERNO AUTORIZA CONCURSO PARA MIL VAGAS

PROPOSTA DO SINPOL SURTE EFEITO - WITZEL ANUNCIA MIL VAGAS NA PCERJ

 

               Bandeira (E) mostra a pauta ao secretário Vinícius, cobrando concursos urgentes para a Polícia Civil

O Governador Wilson Witzel anunciou ontem, dia 30 (quarta-feira), concurso para a Polícia Civil em 2019. Começa a surtir efeito a reunião que o SINPOL teve na sexta-feira, dia 25, com o secretário de Polícia Civil, Marcus Vinícius, quando a direção do Sindicato reivindicou concursos urgentes, aproveitamento dos aposentados no serviço ativo, atualização salarial dos últimos cinco anos, entre outras propostas que foram apresentadas. Na ocasião, o presidente Bandeira entregou a pauta de reivindicações e ouviu do secretário, Marcus Vinícius, que iria ao governador pedir mais concursos. O que foi feito.

Segundo Wilson Witzel, serão oferecidas mil vagas para agente, delegado e perito. A distribuição do quantitativo, entretanto, ainda não foi revelada. De acordo com o governo, a iniciativa tem o objetivo de reforçar a segurança pública do Estado do Rio de Janeiro.

O secretário Marcus Vinícius, por sua vez, informou que os preparativos para a seleção estão adiantados, mostrando que os editais não devem demorar para serem publicados.

Questionado pelo SINPOL, disse: “O governador já autorizou, a comissão de concursos já se reuniu e deu início aos trabalhos para a realização dos concursos”, afirma Marcus Vinícius.

Concurso deve ser tocado de forma rápida

“A Segurança Pública continua sendo uma das prioridades do nosso governo. Sabemos que uma Polícia Civil bem aparelhada e com capacidade de investigação poderá desmobilizar o crime organizado. Os resultados estão começando a aparecer. Além de mais policiais nas ruas, a Secretaria de Administração penitenciária está fazendo diversas vistorias nas cadeias para apreender celulares e drogas”, diz o governador Wilson Witzel.

Já o secretário da Casa Civil e Governança, José Luiz Zamith, disse que “o estudo do edital será submetido ao Conselho do Regime de Recuperação Fiscal para mostrar que não haverá desequilíbrio financeiro, pois há uma vacância de mil vagas na Polícia Civil”.

O concurso deve ser tocado de forma rápida, de acordo com as declarações do governador e do secretário de Polícia Civil. Outro fato que pressiona o governo a acelerar os preparativos é o déficit de mais de 15 mil policiais civis no estado, tendo como referências as Leis 699/83 e 3586/01 que prevêem um efetivo de 23.100 policiais.

Em 2016, o SINPOL em frente à Alerj, no movimento unificado da Segurança Pública