• Você está em: 
  • Home
  • Notícias

01/07/2019 - PROFISSIONAIS DA SEGURANÇA PÚBLICA FAZEM ATO CONTA A PREVIDÊNCIA NESTA TERÇA, ÀS 13H, EM BRASÍLIA

PROFISSIONAIS DA SEGURANÇA PÚBLICA FAZEM ATO CONTRA  PREVIDÊNCIA, EM BRASÍLIA, NESTA TERÇA, ÀS 13H, NA PRAÇA DOS TRÊS PODERES

Resultado de imagem para IMAGEM DE PROTESTO DE POLICIAIS EM BRASÍLIA


Policiais civis, agentes penitenciários, federais e rodoviários federais vão realizar um protesto contra a reforma da Previdência, nesta terça (2/07) às 13h, na Praça dos Três Poderes, em Brasília. A organização é da Cobrapol e UPB.

Em defesa dos policiais civis do Rio, o SINPOL estará presente, tendo à frente o presidente do Sindicato, Fernando Bandeira, rumo a Brasília.

Segundo Bandeira, a Reforma da Previdência como está prejudica os trabalhadores da Segurança Pública, principalmente os policiais civis, federais, e agentes penitenciários, sendo penalizados com a retirada da integralidade e da paridade, sofrendo com o aumento significativo dos anos de contribuição.

“Atualmente, as mulheres da Polícia Civil se aposentam com 25 anos de contribuição e os homens com 30 anos de contribuição. Só vamos alcançar a Aposentadoria equivalente a 100% do salário apenas quando completarmos 40 anos de contribuição. Com a aprovação da Reforma da Previdência, aos 30 anos de contribuição iremos receber o valor correspondente a 60% do salário,” diz o sindicalista.

Os policiais civis e federais reivindicam os mesmos direitos dos policiais militares e das Forças Armadas.

“Nós queremos as mesmas condições dos policiais militares e das Forças Armadas. Vivemos uma guerra diária! Todos os dias policiais civis são abatidos e mortos no Brasil! As Forças Armadas vivem aguardando uma iminência de uma guerra sendo que, na verdade, nós enfrentamos cotidianamente uma guerra. Não podemos deixar de sermos considerados como atividade de risco conforme prevê a Reforma da Previdência”, ressalta Eustácio Lopes, presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (SindPoc).